spot_img
InícioEmpreendedorismoO que é Minimum Viable Product (MVP)?

O que é Minimum Viable Product (MVP)?

O MVP pode ser uma solução interessante para a empresa economizar e ter mais segurança no sucesso de um produto e serviço.

Minimum Viable Product, ou MVP, significa em português “Mínimo Produto Viável”. É um protótipo, uma versão inicial de um produto que a empresa apresenta ao consumidor e colhe feedbacks.

O MVP é muito comum nas startups mas, com o tempo, passou a ser adotado também por outros tipos de negócio. Afinal, é uma forma de economizar.
Com um MVP, você vai apresentar ao seu público uma versão inicial do produto e entender o que ele acha da opção. Então, não vai gastar, logo de cara, muito dinheiro com tecnologia e o desenvolvimento do item.

Em vez disso, poderá aprimorar o produto conforme o que o seu público-alvo disser. Por isso, a empresa terá mais segurança de colocar no mercado algo que tem mais chance de sucesso.

O que é Minimum Viable Product (MVP)?

Em resumo, o MVP é uma versão de teste de um produto, que a empresa apresenta ao público para colher opiniões.

É uma forma de validar o produto e de verificar a reação dos clientes quanto a ele. Dessa forma, caso não cause bons resultados ou impressões, o item pode ser modificado antes de ir ao mercado. Sem que uma quantia enorme de dinheiro tenha sido gasta para lançá-la em massa.

É uma estratégia para se preparar para um lançamento oficial e entender qual a melhor solução para aquele item.

Passo a passo para criar um MVP

Criar um MVP é um processo que merece planejamento e cuidado. É importante ter atenção, inclusive, ao tempo definido para o teste, para não atrasar muito o lançamento da novidade.

Falamos sobre esse e outros passos a seguir. Continue lendo!

Objetivo do produto

O primeiro passo para estabelecer um MVP é definir bem o objetivo do produto/serviço. Que problema do consumidor ele pretende sanar?

E por problema entenda um problema mesmo, ou uma necessidade, um desejo de compra.

É preciso que o Mínimo Produto Viável atenda ao que o cliente espera de algo como o que você pretende oferecer.

Estabeleça as funcionalidades

Na hora de criar um protótipo, é tentador inserir várias coisas em um mesmo produto, funcionalidades as mais diversas. Só que isso deve dificultar o processo, porque seria muita coisa para a empresa e o próprio consumidor avaliarem.

Dessa forma, estabeleça uma solução simples e que fique barata. Assim, haverá maior chance de o processo trazer o resultado esperado.

Crie hipóteses

Antes de testar o produto, a empresa precisará definir hipóteses do que fazer de acordo com o feedback que receber dos clientes. Assim, o uso desses feedbacks será agilizado.

Um exemplo simples: a cor do produto não agradou. Então, já é bom definir como hipótese as outras cores que seriam interessantes para ele.

Escolha o seu público Minimum Viable Product

Quem é a persona da empresa? É essencial que esse público teste o MVP, para que o negócio tenha um retorno mais realista.

Ou seja, o que os testadores disserem, seria o mesmo que seu público diria se o público fosse lançado imediatamente no mercado.

Estabeleça o tempo de teste

O teste MVP precisa ter prazo de validade. Do contrário, você vai colher feedbacks por um tempo interminável, e eles irão atrasar o lançamento do produto final.

Dessa forma, estabeleça um tempo médio para a avaliação do Mínimo Produto Comum. Ele também não pode ser curto demais, senão não deverá gerar feedbacks suficientes para uma avaliação.

Avalie a resposta ao produto

Depois de apresentar o MVP ao seu público, colha os feedbacks. Primeiro, para um público menor e controlado, e depois para um grupo maior.

A partir daí, a empresa poderá entender a receptividade ao produto, as críticas do usuário, o que foi bem-feito e o que precisa ser melhorado.

Entenda os feedbacks

As opiniões dos testadores serão as mais diversas. Por isso, é preciso organizá-las e entender o que elas transmitem.

Até porque, pessoas diferentes terão modos diferentes de se expressar. A interpretação dos feedbacks deve ser cuidadosa.

Então, será possível perceber se o produto/serviço está pronto para ir ao mercado, ou se terá que passar por adaptações.

Altere o produto

Se os feedbacks mostrarem a necessidade de adaptações, será hora de desenvolvê-las. Cuidado apenas para não demorar muito com essas mudanças.

Mesmo que as alterações sejam várias, seu produto/serviço tem um “prazo de validade”. Ou seja, se ele demorar muito para ser lançado, sua empresa poderá ser ultrapassada pelo concorrente mais rápido.

Lance o produto no mercado com a metodologia MVP

Tudo pronto? Então lance o produto/serviço no mercado. Você vai precisar fazer ações de marketing para atrair as pessoas.

Também vale a pena mostrar àqueles que foram seus testadores o que foi modificado. Isso vai mostrar a preocupação da empresa com a opinião dos clientes, reforçando a marca com esses indivíduos e favorecendo a divulgação boca a boca.
Com todos esses passos, seu MVP tende a ser um sucesso, assim como o produto final disponibilizado.

Posts Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

EnglishPortugueseSpanish
- Publicidade -

Mais Populares